Aprender espanhol/castelhano tornou-se fundamental nos dias de hoje. Especialmente para os portugueses e os brasileiros. Muitas empresas portuguesas têm negócios com empresas espanholas, muitos produtos são importados de Espanha e são também muitas as empresas portuguesas que abrem filiais em Espanha dado tratar-se de um mercado muito grande  e com muito potencial. O Brasil encontra-se rodeado por sete países de expressão espanhola pelo que os negócios entre os vários países são fundamentais para o desenvolvimento de todos. 

O espanhol é a segunda língua mais falada no mundo, tendo já um peso considerável nos EUA e no Canadá. Só nos Estados Unidos 13% da população fala espanhol. Também não é por acaso que o espanhol é uma das línguas oficiais da ONU. Ou seja, é incontestável a sua importância no continente americano e no mundo.  

Mas não são apenas as razões comerciais e/ou profissionais as mais importantes para iniciarmos um curso de espanhol/castelhano. O turismo é uma das fontes de receita com mais relevância por exemplo em Espanha, México, Cuba, Argentina, República Dominicana e começa agora a desenvolver-se com alguma importância, também na Colômbia. São muitas as pessoas que viajam para estes destinos turísticos e que se preparam para a eventualidade de precisarem de falar com alguém que não fale outra língua. São países com histórias, paisagens, praias e culturas muito valiosas que nos tornam pessoas mais ricas.   

Tratando-se de países com um clima quente ou ameno são também muitas as pessoas de outros países que decidem ir viver para Espanha ou para um dos países da América Latina. É comum encontrar pessoas que vêm do Norte da Europa e que se instalam em Madrid ou Barcelona. Para além de serem cidades lindas, são também grandes cidades cosmopolitas que fervilham vida e onde podemos temos o que de melhor se faz no mundo e onde não é assim tão complicado iniciar um negócio ou encontrar um emprego (agora que e economia está a recuperar!). 

Ao longo dos anos, temos tido também muitos alunos jovens, que para além de terem espanhol/castelhano na escola que frequentam, pretendem ir estudar para Espanha e precisam de um nível já bastante avançado para poderem estudar nas universidades espanholas. 

São, portanto, muitas as razões que nos podem levar a aprender espanhol. Tratando-se de uma língua de origem latina, da mesma família linguística do português, do francês, do italiano e do romeno, supostamente não será muito difícil, para os falantes destas línguas, aprender espanhol. Muitas palavras são praticamente iguais mas com uma fonética diferente, pelo que a memorização é mais rápida. Uma das coisas que podemos constatar é que os cursos de espanhol/castelhano são normalmente mais rápidos para os alunos portugueses. Ou seja, chegam muito mais depressa ao nível B1 – intermédio – do que chegam noutra língua.  

Os alunos de outras nacionalidades terão as dificuldades normais de aprender uma língua totalmente diferente. Com dedicação e trabalho tudo se torna possível e quando chegam a uma altura em que acham que já têm os conhecimentos da língua necessários para o que pretendem, sentem-se orgulhosos porque já conseguem comunicar.  

Nós, na AGILE TRAINING, pela nossa proximidade com Espanha, temos muita facilidade em ter professores nativos a trabalhar connosco. São extremamente ativos e dinâmicos e sabem como incentivar os seus alunos a trabalhar para uma aprendizagem sólida espanhol/castelhano. Tal como no inglês, existem inúmeros manuais para a aprendizagem da língua, com áudios e vídeos. O difícil é escolher!  

Em qualquer língua que ensinamos, temos sempre o ensino da língua com vocabulário geral e também vocabulário mais direcionado para os negócios. Mas no espanhol/castelhano, são muito mais os alunos que preferem a vertente de negócios. O que demonstra que quem tem interesse em aprender espanhol/castelhano é preferencialmente por razões profissionais.