Quando pensamos na língua francesa, pensamos numa língua difícil de pronunciar e de aprender! Mas se calhar não é assim tão complicada! 

Sendo uma língua com origem no latim, a sua estrutura, gramática e muito vocabulário têm semelhanças com o português, o espanhol, o italiano e o romeno. Teoricamente, para os falantes destas línguas, será mais fácil aprender francês. Muitas palavras são praticamente iguais pelo que a memorização é mais rápida.  

A pronúncia pode parecer complicada mas trata-se apenas de fonética. Nada que prática da conversação e os áudios não possam resolver. Obviamente que nem todas as pessoas têm a mesma apetência e facilidade em pronunciar determinados sons mas isso não pode ser a causa de grandes preocupações porque para ter uma pronúncia perfeita teríamos de ser todos nativos. O que é de facto importante é comunicar e fazermo-nos entender com um bom nível da língua quer oralmente quer na escrita. 

O francês continua a ser uma das línguas mais faladas no mundo e num mundo cada vez mais cibernético, podemos encontrar informação sobre todos os assuntos e mais alguns, em francês. É provavelmente a segunda língua mais presente na internet. 

São muitos os países onde se fala francês e com a globalização e a facilidade com que todos viajamos hoje em dia, quer seja por motivos de trabalho ou apenas para passear, é muito provável que uma dessas viagens tenha de passar por um país onde a língua oficial é a francesa. 

Trabalhar na Europa, pode passar por vários países onde se fala francês. São muitas as pessoas que emigram para trabalhar em empresas multinacionais francesas e, mais uma vez, consequência da globalização, as empresas francesas também mudam as suas sedes para outros países pelo que se torna necessário que os colaboradores dessas empresas, aprendam a língua. Outros colaboradores até já têm conhecimentos de francês mas têm de se atualizar porque já não praticam há muito tempo. 

É o que tem acontecido na nossa escola. Temos tido muitos alunos que têm de ir trabalhar para países de expressão francesa e têm de aprender a língua desde o início. Outros já têm alguns conhecimentos e têm de fazer uma reciclagem. Há ainda os casos em que os alunos trabalham em empresas nacionais que têm negócios com empresas francesas e por essa razão têm também de escrever ou falar em francês. 

Para além das razões profissionais, existem as razões de lazer. Visitar Paris é o sonho de muitas pessoas. Conhecer uma das cidades mais emblemáticas e encantadoras do mundo, com os seus museus, a sua arte e a sua história, é uma experiência que fica para a vida. É aconselhável ter pelo menos os conhecimentos mínimos da língua para nos podermos sentir mais seguros e mais à vontade em qualquer situação que possa surgir. Por exemplo nos transportes, no hotel, no restaurante no café, na farmácia, no supermercado, na rua para pedir indicações, etc. O importante é que não fiquemos bloqueados e que possamos lidar com todas as situações.  

Uma outra razão não menos importante para aprender uma língua, é apenas o gosto e a curiosidade. Quem não pensou já em falar uma segunda ou terceira língua? Não é necessário haver uma necessidade específica. Basta gostar e ter vontade. 

Na nossa escola, temos cursos de francês de todos os níveis com os melhores professores. Os franceses são conhecidos por serem exigentes, e os nossos professores não são exceção. São nativos ou bilingues e sabem como dinamizar as aulas e motivar os alunos com recurso a manuais, vídeos, jogos, artigos de jornais ou revistas e acima de tudo com o incentivo à participação quer seja oral, quer seja escrita.